quarta-feira, 9 de outubro de 2013

PAPA CONVOCA REUNIÃO 
DE BISPOS PARA 2014

Raro, encontro extraordinário chamado por Francisco vai debater 
os 'desafios enfrentados pela família católica'.
Porta-voz da Santa Sé disse que encontros assim são convocados 
quando temas exigem uma 'definição rápida'

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

O papa Francisco convocou para o ano que vem uma assembleia extraordinária do sínodo de bispos da igreja para debater os desafios que a família católica enfrenta no contexto da evangelização, informou ontem o padre Federico Lombardi, porta-voz da Santa Sé.
Segundo o porta-voz, com a realização do sínodo, o papa quer "continuar a reflexão e o caminho da comunidade da igreja com a participação responsável do episcopado de todo o mundo".
O encontro será realizado entre 5 e 19 de outubro de 2014 e reunirá 150 pessoas, entre elas presidentes das conferências episcopais do mundo todo.
Esta é apenas a terceira vez que é convocada uma assembleia extraordinária do sínodo de bispos desde sua criação, depois do Concílio Vaticano 2º (1962-65).
Nestes 48 anos, houve assembleias ordinárias (mais abertas) ou extraordinárias (restritas), sobre diferentes temas. "As assembleias extraordinárias são convocadas quando o tema exige uma definição rápida", explicou o padre Lombardi.

'SUPERFICIAL'

O papa Francisco expressou em várias ocasiões o seu interesse em discutir certos aspectos da família, como o dos divorciados que se casam novamente.
Na semana passada, Francisco disse, durante visita à cidade de Assis, que o compromisso que um homem e uma mulher assumem ao se casarem e a família tradicional são realidades que a igreja quer defender. Ele criticou a forma "às vezes superficial e equívoca" de considerar a família atual.
O aumento do número de divorciados e a legalização do casamento homossexual em vários países preocupa a igreja, que vê nisso um questionamento do modelo tradicional de família apresentado pela Bíblia.
Francisco defende que a igreja seja mais acolhedora com as pessoas que não vivem em conformidade com o catecismo, como é o caso dos divorciados, dos casais que vivem sem estar casados, dos homossexuais e de mulheres que fizeram aborto

Nenhum comentário:

Postar um comentário