quarta-feira, 30 de novembro de 2016



Todos num pesar como nunca se viu no futebol do país. 


Cada mascote divide a dor do Índio Condá, que jamais ficará só…



A um passo do título da Sul-Americana, o mais importante de sua história, à eternidade para todos aqueles que vivem o esporte com a justa emoção.


Nenhum comentário:

Postar um comentário